30 – Imposto de Renda 2010/2011/2012/2013/ 2014: É chegado a hora de acertar as contas com o Leão.

É chegado a hora de acertar as contas com o Imposto de Renda.

Os programas oferecido pela Receita Federal, permite ao contribuinte, após preencher todos os campos,simular qual é a melhor opção de fazer a sua declaração: Completa ou simplificada.

Se você não é  isento e está obrigado a apresentar a declaração anual de ajuste fiscal, fique atento ao prazo estabelecido pela Receita Federal.

Antes de começar a preencher a sua declaração, tenha em mãos toda a documentação: Comprovantes de rendimentos recebido de pessoa jurídica ou pessoa física;

No campo Pagamentos e doações,você encontrará diversos campos para inserir despesas com  médicos.dentista , psicólogos, laboratórios, hospitais, educação,sua e de seus dependentes, despesas com advogados e outras.

Para todas estas informações há necessidade de se ter em mãos os comprovantes, bem como colocar o CNPJ ou CNPF.

Se você faz contribuição para alguma entidade  de assistência, certifique-se antes de inserir os dados na sua declaração se as suas contribuições se enquadram no Estatuto da Criança e da Adolescente.

Se você mora no Estado de São Paulo e aderiu ao Programa Nota Fiscal Paulista, não esqueça de imprimir o comprovante de créditos recebidos e  prêmios dos sorteios do programa.

Confira a relação de documentos que o contribuinte deve separar, no caso de declaração completa, segundo a Confirp

Cópia da Declaração entregue no ano de 2012
Informes de Rendimentos de instituições financeiras, inclusive corretora de valores
Informes de Rendimentos de Salários, Pró Labore, Distribuição de Lucros, Aluguéis, etc.
Informações e documentos de outras rendas percebidas em 2010 (herança, doações, indenizações por ação, resgate do FGTS, etc.)
Documentos comprobatórios das vendas ou alienações de bens ocorridas em 2012
Documentos comprobatórios das compras ou aquisições de bens ocorridos em 2012
Documentos comprobatórios da aquisição de dívidas e ônus no ano de 2012
Dados da conta para restituição ou débitos das cotas de imposto apurado, caso haja
Livro caixa
DARFs de Carne Leão
Controle de compra e venda de ações, inclusive com a apuração mensal de imposto (indispensável para o cálculo do Imposto de Renda sobre Renda Variável)
DARFs de Renda Variável
Recibos de Pagamentos de Plano de Saúde (com CNPJ da empresa emissora)
Despesas médicas e odontológicas em geral (com CNPJ da empresa emissora)
Comprovantes de despesas com educação (com CNPJ da empresa emissora)
Comprovante de pagamento de previdência social e privada (com CNPJ da empresa emissora)
Recibos de doações efetuadas
Recibos de empregada doméstica (apenas uma), contendo número NIT
Quando se tratar de DECLARAÇÃO CONJUNTA com dependentes (esposa, filhos, etc.) também é necessário a apresentação da relação acima referente a eles

__________________________________

NOVIDADES DO IMPOSTO DE RENDA  2014.

Novidades da DIRPF 2014

A declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física 2014 apresenta algumas novidades, dentre as quais destacam-se:

- Declaração Pré-Preenchida do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física A partir do exercício 2014, ano-calendário 2013, a RFB disponibiliza ao contribuinte a Declaração Pré-Preenchida do IRPF. O arquivo desta declaração, contendo informações relativas a rendimentos, deduções, bens e direitos e dívidas e ônus reais, está disponível para download no Portal e-CAC a contribuintes que possuam certificação digital ou a representantes com procuração eletrônica ou procuração RFB. Após importação do arquivo da Declaração Pré-Preenchida no Programa IRPF 2014, o contribuinte poderá fazer qualquer tipo de declaração, optando pela tributação por deduções legais (modelo completo) ou por desconto simplificado (modelo simplificado).

- Apresentação da declaração utilizando dispositivos móveis (tablets e smartphones); Agora, os contribuintes que receberam rendimentos tributáveis de pessoas físicas no país e que tenham se sujeitado ao recolhimento mensal obrigatório (Carnê-leão) também podem apresentar a declaração por meio do m-IRPF. Para facilitar o preenchimento, está disponível a opção de importar a declaração enviada no ano anterior.

- Comunicado da condição de não residente às Fontes Pagadoras O contribuinte que sair do país poderá gerar pelo aplicativo de Comunicação de Saída Definitiva do País 2014 ou pelo Programa IRPF 2014 um Comunicado da Condição de Não Residente para ser entregue às suas fontes pagadoras, informando a data de saída do país.

- Possibilidade de importação dos Comprovantes eletrônicos de Rendimentos e de Pagamentos de Serviços Médicos e de Saúde As fontes pagadoras e os serviços médicos e de saúde poderão disponibilizar os comprovantes do ano-calendário 2013 em formato eletrônico. Esse arquivo poderá ser importado pelo Programa IRPF 2014 e as informações serão adicionadas à declaração, sem comprometimento dos demais dados preenchidos anteriormente.

- a declaração não poderá mais ser entregue em mídia removível na Caixa Econômica Federal nem no Banco do Brasil, devendo ser apresentada pela internet ou pelo m-IRPF.

 

Informação Alterações implementadas em 2014
Obrigatoriedade na declaração A pessoa física residente no Brasil que recebeu, em 2013, rendimentos tributáveis de até R$ 25.661,70 e não se enquadrar em nenhuma outra condição de obrigatoriedade, não precisa apresentar a declaração.
Receita com atividade rural – Fica obrigado a apresentar a declaração em 2014, o contribuinte que obteve, em 2013, receita bruta em valor superior a R$ 128.308,50 .
Deduções O limite anual de dedução por dependente passou a ser de R$ 2.063,64 .
O limite anual de dedução de despesas com educação passou para R$ 3.230,46 .
Na forma de tributação utilizando o desconto de 20% do valor dos rendimentos tributáveis na declaração (desconto simplificado), a dedução está limitada a R$ 15.197,02.
Apresentação da Declaração A declaração não poderá mais ser entregue na Caixa Econômica Federal nem no Banco do Brasil, devendo ser apresentada somente pela internet.

_______________________________________________

IRPF – 2013  – Informação do Portal da Receita:

O Programa do IR 2013, ano calendário 2012, foi disponibilizado às 8 horas da manhã do dia 25/02 e até o começo do prazo para envio das declarações às 8 horas do dia 1/03 foram registrados 1.044.197 downloads. Só no primeiro dia (25/02) foram 521.504.

A expectativa da Receita Federal é que as Declarações de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física este ano superem 26 milhões, um recorde em relação aos anos anteriores.

Novidades – Segundo o supervisor nacional do Programa do Imposto de Renda-PIR, Joaquim Adir de Figueiredo, uma das principais novidades este ano é que a Receita aceitará que o contribuinte que quiser doar a um dos fundos de ajuda à criança e ao adolescente inscritos no órgão, poderá fazê-lo até 30 de abril próximo, com direito ao abatimento de 3% do total no IR ainda na Declaração atual. Já as doações aos mesmos fundos feitas em 2012 terão 6% do total como limite de abatimento na nova Declaração 2013.

O número de fundos inscritos na Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, e repassados à RFB, que no ano passado se situou em 900, este ano caiu para apenas em torno de 200. Adir atribuiu o fato ao provável desconhecimento das entidades quanto à renovação, admitindo que a Receita poderá eventualmente mudar o Programa para admitir àqueles consigam renovar o registro a tempo.

Outra novidade relevante, segundo ele, foi a inclusão de um link no qual o contribuinte optará por reproduzir no Programa as empresas relacionadas em Declarações anteriores (pagadoras ou recebedoras). Adir explicou que ao clicar na palavra “todos”, a relação dessas entidades passará a integrar imediatamente o Programa atual, evidentemente sem a inclusão de quaisquer valores, o que deverá ser feito pelo contribuinte conforme a movimentação com cada uma delas.

Obrigatoriedade – O contribuinte que recebeu R$ 24.556,65 ou mais em 2012, terá que obrigatoriamente apresentar sua Declaração à RFB (contra um total de R$ 23.499,15 fixado para a Declaração 2012/2011).

Se optar pelo desconto simplificado, o contribuinte terá direito este ano (como nos demais) a 20% de abatimento na Declaração, índice limitado à quantia de R$ 14.542,60. Na Declaração 2012/2011 o total estabelecido foi R$ 13.916,36.

Quem fizer a Declaração completa poderá abater R$ 985,96 referente ao pagamento de salário da empregada doméstica – em 2012/11 o abatimento foi de R$ 866,60.

Para cada dependente o abatimento foi fixado em R$ 1.974,72 (em 2012/11 em R$ 1.889,64). Já o gasto com instrução de cada um deles ficou em R$ 3.091,35 (R$ 2.958,23 em 2012/11).

Clique aqui para baixar o Programa Gerador da Declaração

___________________________________

DEDUÇÃO DE DESPESA MÉDICA NA MIRA DO FISCO

Às vésperas do início do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2011, que começa a partir de 1ºde março, a Receita Federal avisa que fará uma ofensiva de fiscalização nas deduções de despesas médicas. Estão na mira a apresentação pelo contribuinte de recibos frios para consultórios, laboratórios, planos de saúde ou hospitais.

Despesas médicas são hoje o maior foco de sonegação do IRPF, e o Fisco já identificou que essa prática é incentivada por alguns escritórios de contabilidade. Por esse motivo, o secretário da Receita, Carlos Alberto Barreto, informa que o órgão federal fará uma campanha nacional de alerta aos contribuintes sobre os riscos do uso indevido dos recibos frios.

A Receita contará, neste ano, com um novo instrumento de fiscalização, a Declaração de Serviços Médicos (Dmed), que possibilita o cruzamento dos dados e facilita a identificação de fraude. O dispositivo foi criado especificamente para detectar as divergências entre as declarações feitas pelas empresas da área médica e as informações passadas pelos contribuintes pessoa física.

Por isso, qualquer diferença entre os dados levará o cidadão à malha fina. E caso a pessoa não consiga comprovar a despesa usada como abatimento, receberá multa de 75% sobre o valor devido. “Vamos começar a fazer operações de fiscalização preventivas e deixar o contribuinte avisado sobre o uso deste procedimento, que é incentivado por pessoas inescrupulosas”, alerta o secretário Barreto.

Má fé

Mas nem todos os contribuintes que caem na malha fina em função de divergências na declaração das despesas médicas agiram de má fé. Muitos simplesmente cometeram algum erro. “Algumas pessoas não têm o comprovante da despesa e informam valores aproximados, diferentes do valor real. Aí a Receita vê a diferença e o contribuinte cai na malha fina”, explica Jorge Lobão, consultor tributário do Centro de Orientação Fiscal (Cenofisco).

Para não errar na declaração das despesas médicas, o primeiro passo é pedir os recibos cada vez que pagar pelo serviço. O contribuinte deverá guardar todos os comprovantes por cinco anos, porque a Receita tem o direito de fazer a conferência dos dados durante todo esse período. “Quem não pediu o recibo ou a nota fiscal por despesas do ano passado dificilmente vai conseguir obter esses comprovantes agora, porque o médico não vai poder emitir outra nota tanto tempo depois”, explica Heloísa Harumi Motoki, consultora tributária da Confirp Contabilidade.

Quem não tem os recibos ou notas fiscais, fica em situação delicada. Nesse caso, a saída é buscar outros tipos de comprovantes — como cheques ou faturas de cartão, por exemplo — que demonstrem que o pagamento foi realizado para aquela empresa ou para aquele médico. “Mas quem não tiver como comprovar a despesa não deve nem declará-la, porque será pego pelo Fisco”, diz Heloísa.

De posse dos comprovantes, o contribuinte que for fazer a declaração neste ano deve se deparar com pequenas mudanças na forma de apresentação dos dados. Antes, todas as despesas de ordem médica eram colocadas em um único campo da declaração do IRPF.

Agora, se a Receita realmente replicar a versão teste da declaração que o órgão federal havia divulgado em sua página eletrônica na internet, os contribuintes informarão, em cinco campos distintos, as despesas com médicos, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas e dentistas. A mudança tem como objetivo facilitar o cruzamento de dados no sistema da Receita.

A declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2011 (exercício 2010) deve ser entregue à Receita Federal entre 1º de março e 29 de abril. (Adriana Fernandes, Carolina Dall’Olio e Renata Veríssimo)

Fonte: Jornal da Tarde

_________________________________________________________________

Novidades Imposto de Renda 2011.

março 1, 2011 por bairrodocampograndesantossp

Veja o que mudou

Prazo: De 1º de março a 29 de abril de 2011.

Como confeccionar a sua declaração: O contribuinte só poderá usar disquete, pendrive ou a internet, não existe mais formulário.

Onde baixar os programas para a declaração: São dois programas, um para elaborar a declaração e outro para enviar, ambos os programas você encontra no seguinte endereço: http://www.receita.fazenda.gov.br/PessoaFisica/IRPF/2011/declaracao/download-programas.htm

Quem deve declarar: Tem de declarar quem recebeu no ano passado mais de R$ 22.487,25.

Receita com atividade rural: Fica obrigado a apresentar a declaração em 2011, o contribuinte que obteve, em 2010, receita bruta em valor superior a R$ 112.436,25.

Deduções: O limite anual de dedução por dependente passou a ser de R$ 1.808,28.

O limite anual de dedução de despesas com educação passou para R$ 2.803,84.

Desconto simplificado: Na forma de tributação utilizando o desconto de 20% do valor dos rendimentos tributáveis na declaração (desconto simplificado), a dedução está limitada a R$ 13.317,09.

Pode ser deduzidas despesas com empregada domésticas.

Rendimentos Recebidos Acumuladamente: Inclusão da Ficha “Rendimentos Recebidos Acumuladamente” (RRA), em atendimento à alteração da legislação (art. 12-A da Lei 7.713, de 22 de dezembro de 1988): os rendimentos recebidos acumuladamente, pelo titular ou dependente na declaração, decorrentes de aposentadoria, transferência para a reserva remunerada ou reforma, pagos pela Previdência Oficial da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, e os decorrentes do trabalho, relativos a anos-calendário anteriores ao do recebimento, são tributados exclusivamente na fonte ou sujeitos à tributação na Declaração de Ajuste Anual, à opção do contribuinte, inclusive aqueles oriundos de decisões das Justiças do Trabalho, Federal, Estaduais e do Distrito Federal.

Tratamento específico para o ano-calendário 2010:
– 1º de janeiro a 27 de julho de 2010: a regra é a tributação pelo ajuste anual na ficha RTRPJ, mas com opção de tributação exclusiva na ficha RRA (§7º do art. 12-A da Lei nº 7.713, de 1988).
– 28 de julho a 31 de dezembro de 2010: a regra é a tributação exclusiva, mas com opção de tributação pelo ajuste anual na ficha RRA (caput do art. 12-A da Lei nº 7.713, de 1988).

Despesas médicas: Não há limite para o abatimento de despesas médicas. Porém, este ano, a Receita Federal vai aumentar a fiscalização sobre recibos e notas fiscais. O sistema de informática vai cruzar os dados das clínicas médicas, hospitais e planos de saúde com as informações dos contribuintes. O mecanismo foi criado para tentar combater a sonegação fiscal.

Novidade: casais do mesmo sexo, que vivem há mais de cinco anos juntos, poderão fazer a declaração conjunta e inclusive declarar o parceiro como dependente, se for o caso. São as mesmas regras que já valem para casais heterossexuais.

Montante de declarações: Estima-se que serão apresentados 24 milhões de declarações.

Restituição: O primeiro lote de restituições será liberado no dia 15 de junho.

Informação no celular: A Receita vai enviar mensagem de texto para o celular do contribuinte que se cadastrar no site.

Documentos: Os documentos básicos para fazer a declaração são os mesmo de sempre: comprovante de rendimentos; extrato bancário e de investimentos, além dos comprovantes de gastos. Os empregadores, bancos e corretoras têm obrigação de entregar esses documentos até o fim do dia de segunda-feira (28). “Se não recebeu, o contribuinte pode registrar uma reclamação na Receita Federal, que autuará a empresa com uma multa pelo atraso na entrega”, explica Samir Choaib, advogado tributarista.

A título de esclarecimento,encontrei esta matéria muito interessante para o contribuinte do imposto de renda no Jornal Gazeta do Povo de Curitiba, denominado “Os sete Pecados Capitais do IR e As quatro consequências”

Conheça os pecados que não podem ser cometidos e fique atento. Clique nas figuras para ler acesse:

http://www.gazetadopovo.com.br/economia/impostoderenda/conteudo.phtml?id=1101586

____________________________________________________

Um endereço interessante de um Blog de um grande jornal de São Paulo, ajuda a tirar suas duvidas, acesse:

http://blogs.estadao.com.br/entenda-seu-ir/

____________________________________________________

Receita publica instrução que altera procedimentos para declaração médica

Publicação: 21/03/2011

O Diário Oficial da União publica nesta segunda-feira instrução normativa que altera alguns procedimentos para apresentação da Declaração de Serviços Médicos e de Saúde (Dmed). A partir de agora, ficam dispensados de apresentar a Dmed, as pessoas jurídicas ou equiparadas e prestadoras de serviços de saúde inativas.

Saiba mais…

Divergência de dados na declaração do IR pode levar à malha fina Fim da farra para os recibos médicos no IR Veja por que os recibos médicos geram polêmica na declaração

Também ficam dispensadas aquelas ativas que não tenham prestado serviços ou as que tenham recebido pagamento exclusivamente de pessoas jurídicas

A Dmed é um dos instrumentos utilizados pela Receita Federal para verificar se os gastos com saúde declarados pelos contribuintes correspondem aos declarados pelo setor e vice-versa. A cada ano, o Fisco aperta o cerco contra os contribuintes sonegadores ou desatentos na hora de preencher a declaração. Em 2011, a Receita, além das informações dos cartões de crédito, dos cartórios e de várias outras fontes, passou a contar com a Declaração de Serviços Médicos e de Saúde (Dmed).

A nova declaração deve ser preenchida por pessoas jurídicas ou físicas equiparadas à jurídica que sejam prestadoras de serviços médicos e de saúde, operadora de plano privado de assistência à saúde ou prestadora de serviços de saúde.

Este ano, a Receita estima receber 24 milhões de declarações até o dia 29 de abril, quando termina o prazo. As declarações devem ser feitas por meio eletrônico. O programa para declaração do imposto de renda encontra-se na página da Receita Federal na internet.

Em outra instrução normativa, a Receita Federal permite que os vinhos que entram no Brasil possam receber os selos de controle da Receita Federal do país de origem. Antes, a permissão era apenas para o uísque.

Fonte:

http://www.em.com.br/app/noticia/especiais/imposto-de-renda/2011/03/21/internas_imposto_de_renda,216553/receita-publica-instrucao-que-altera-procedimentos-para-declaracao-medica.shtml

————————————————————————————-

30/03/2011

Receita publica calendário para restituição

Serão sete lotes, a partir de 15 de junho, respeitada a forma de apresentação e a ordem de entrega da declaração

BRASÍLIA – A Receita Federal publicou hoje, no Diário Oficial da União, o calendário para a restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física, referente ao exercício de 2011, ano-calendário de 2010. Serão sete lotes, a partir de 15 de junho, respeitada a forma de apresentação (internet ou disquete) e a ordem de entrega da declaração. Os idosos terão prioridade.

Veja as datas:

I – 1º (primeiro) lote, em 15 de junho de 2011;

II – 2º (segundo) lote, em 15 de julho de 2011;

III – 3º (terceiro) lote, em 15 de agosto de 2011;

IV – 4º (quarto) lote, em 15 de setembro de 2011;

V – 5º (quinto) lote, em 17 de outubro de 2011;

VI – 6º (sexto) lote, em 16 de novembro de 2011; e

VII – 7º (sétimo) lote, em 15 de dezembro de 2011.

Fonte: O Estadão

_____________________________________________________________

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2012

Veja abaixo endereço para baixar o programa da declaração.

Acesse:

http://www.receita.fazenda.gov.br/PessoaFisica/IRPF/2012/declaracao/download-programas.htm

____________________________________________________

Confira como foi o chat sobre declaração de IR 2012

Dúvidas sobre declaração de veículos, férias, heranças e outros foram respondidas pelos especialistas da Receita Federal Vergílio Concetta e Luiz Omar Setúbal Gabardo

Acesse esta importante matéria através do endereço abaixo:

http://www.gazetadopovo.com.br/economia/impostoderenda/conteudo.phtml?id=1231775

Veja como foi o bate-papo com especialistas da Receita Federal

Contribuintes tiraram dúvidas sobre a declaração do Imposto de Renda de 2012

http://www.gazetadopovo.com.br/economia/impostoderenda/conteudo.phtml?tl=1&id=1244067&tit=Veja-como-foi-o-bate-papo-com-especialistas-da-Receita-Federal
___________________________________________________________

Comprovante de Imposto de Renda para o pessoal da ativa e inativos da Polícia Militar do Estado de São Paulo. É necessário fazer o cadastro para ter acesso. O endereço é: www.polmil.sp.gov.br/inicial.asp

________________________________________________________

Veja 7 erros comuns que podem levar o contribuinte a manha fina

Divergência de dados de despesas médicas e rendimentos são comuns.
Quem cometer erros e tiver declaração retida terá de fazer retificadora.

Fonte:  G1, em São Paulo

Para não correr o risco de cair na malha fina do Imposto de Renda e ter de retificar a declaração, atrasando o recebimento da restituição – caso seja devida –, o contribuinte deve ficar atento aos principais erros apontados por especialistas consultados pelo G1.

1) Divergência de informações sobre rendimentos
Um dos erros mais comuns é o contribuinte não declarar os mesmos valores que estão no informe de rendimentos. Se o contribuinte se equivocar e informar o CNPJ errado da fonte pagadora, faltando algum número, por exemplo, correrá o risco de ter sua declaração do Imposto de Renda retida.

2) Omissão de rendimentos
Outro erro frequente, segundo a Confirp Contabilidade, é a omissão de rendimentos recebidos durante o ano. Segundo a Confirp, às vezes o contribuinte se esquece de informar rendimentos de empresas em que trabalhou e de onde foi demitido ou pediu demissão.

No caso de a empresa alterar qualquer dado do informe de rendimentos e não comunicar o funcionário, o contribuinte poderá ter o documento enviado à malha.

3) Divergência de informações de despesas médicas
A divergência de informações relativas a despesas médicas, segundo a Confirp também é corriqueira. Na hora de declarar, o contribuinte deve ficar atento para informar na declaração o valor idêntico ao que está nos recibos de gastos dados por médicos, clínicas ou hospitais. É indispensável informar o número do CPF do médico, ou o CNPJ da clínica. Gastos com medicamentos não podem ser incluídos.

4) Preenchimento de valores
É preciso atenção com o preencimento dos valores na declaração do Imposto de Renda. O programa não entende o “ponto” no lugar da “vírgula” para separação das casas decimais. Assim, se o contribuinte digitar “1000.00”, o programa vai completar o dado e transformar o valor em “100.000,00”.

5) Dados dos dependentes
Aqueles contribuintes que declaram seus filhos ou cônjuges como dependentes também devem ficar atentos. Se deixarem de informar os rendimentos dos dependentes, é possível que a declaração caia na malha fina. Também não é permitido informar dependentes sem ter a relação de dependência, ou que façam a própria declaração em separado.

Podem ser considerados dependentes o companheiro(a) com quem o contribuinte tenha filho ou viva há mais de 5 anos, ou cônjuge; filho(a) ou enteado(a), até 21 anos de idade, ou, em qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho; filho(a) ou enteado(a), se ainda estiverem cursando estabelecimento de ensino superior ou escola técnica de segundo grau, até 24 anos de idade; irmão(ã), neto(a) ou bisneto(a), sem arrimo dos pais, de quem o contribuinte detenha a guarda judicial, até 21 anos, ou em qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho; irmão(ã), neto(a) ou bisneto(a), sem arrimo dos pais, com idade de 21 anos até 24 anos, se ainda estiver cursando estabelecimento de ensino superior ou escola técnica de segundo grau, desde que o contribuinte tenha detido sua guarda judicial até os 21 anos; pais, avós e bisavós que, em 2011, tenham recebido rendimentos, tributáveis ou não, até R$ 18.799,32; menor pobre até 21 anos que o contribuinte crie e eduque e de quem detenha a guarda judicial; pessoa absolutamente incapaz, da qual o contribuinte seja tutor ou curador.

6) Renda com aluguel
No caso de contribuintes que têm rendimentos de aluguel, é preciso declara todos os ganhos. Caso não informe na declaração, há a possibilidade de cair na malha fina.

Se o contribuinte informar rendimentos diferentes dos declarados pelos administradores ou pelas imobiliárias, a Receita Federal também poderá considerar como divergência.

7) Datas
O contribuinte deve ficar atento também para não confundir os campos “Situação em 31/12/2010” e “Situação em 31/12/2011”, quando for informar o valor do bem. Segundo o advogado Bruno Zanin, do escritório Mesquita Pereira, Marcelino, Almeida, Esteves Advogados, é justamente por meio dessa informação que o Fisco analisa a evolução patrimonial do contribuinte.

Recomendações
Depois de entregar a declaração, a recomendação do diretor executivo da Confirp, Richard Domingos, é que os contribuintes guardem os documentos por pelo menos seis anos, já que poderão ser solicitados a qualquer momento pela Receita Federal, para prestação de conta.

Caso o contribuinte cometa algum desses erros e verifique que sua declaração ficou retida na malha fina, será preciso corrigir as informações e enviar uma declaração retificadora à Receita.

Malha fina
Já é possível ao contribuinte saber se caiu na malha fina do leão em 2012, ou seja, se teve sua declaração retida para verificações.

O extrato da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física de 2012, pelo qual é possível saber se o contribuinte caiu na malha fina, está disponível no portal da Receita Federal. Para acessar é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal, ou certificado digital emitido por autoridade habilitada. Veja o passo a passo do extrato do IR

De acordo com a Receita Federal, o acesso ao extrato, por parte dos contribuintes, também permite conferir se as cotas do IRPF estão sendo quitadas corretamente; solicitar, alterar ou cancelar débito automático das quotas, além de identificar e parcelar eventuais débitos em atraso, entre outros serviços.

Caso a ferramenta indique pendências na declaração, causadas por erros cometidos pelo contribuinte, ele poderá fazer sua autorregularalização. Para isso, deve retificar a declaração, corrigindo os erros apontados pelo aplicativo. Quanto mais cedo for efetuada a correção, mais rapidamente será liberada a restituição. No caso de imposto a pagar, a correção dentro do prazo de entrega da declaração evita a incidência de multa de mora e juros.

Fonte:

http://g1.globo.com/economia/imposto-de-renda/2012/noticia/2012/04/veja-7-erros-comuns-que-podem-levar-o-contribuinte-malha-fina.html

16 Respostas to “30 – Imposto de Renda 2010/2011/2012/2013/ 2014: É chegado a hora de acertar as contas com o Leão.”

  1. gilberto Says:

    Ao prencher o formulário, no programa baixado no site da receita federal, não encontrei nenhum CAMPO ONDE EU PUDESSE INSERIR OS DADOS DA MINHA CONTA BANCÁRIA PARA POSSIVEL RESTITUIÇÃO.

  2. gabriel stein Says:

    Palhaçada esse monte de impostos que são cobrados da gente, poderiamos fazer muitas outras coisas com esse dinheiro, melhorariamos nossas proprias vidas, ao invés de melhorarmos as dos canalhas que não fazem nada por nós, estava navegando na internet esses dias e encontrei um video que fala sobre impostos, quem quiser dar uma olhada, achei interessante http://www.temporadafora.com/vlog/impostos

  3. maria vianey lopes dos reis Says:

    PRECISO DO MEUS DADOS DO RRA COM DATA E VALOR PAGO EM 2011

  4. norma giannini Says:

    o jornal da globo digo jornal hoje informou sobre fundo 157 estou precisando de informaço sobre isso, pois a alguns anos eu aplicava nesse fundo mande me informao mail.momagiannini@hotmail.com ou pelo fone 2063-2858 e 99246-3788 obrigado

  5. Doroteia Cristina de F. Lima Says:

    Como devo declarar o aluguel de terreno para torre de telefonia celular? Sou funcionária pública aposentada por invalidez, devido ao meus rendimento estava isenta do IR, mas agora que comecei a receber esse aluguel, como devo proceder?

  6. Marília Sá Fortes Says:

    como faço para conseguir o comprovante dos rendimentos de 2013 para servidor aposentado do ministério da agricultura?

  7. Giselli Says:

    Tive um problema com meu computador e não tenho uma cópia impressa da Declaração anterior, como devo fazer? Pois não tenho o recibo do ano anterior!

  8. cintia Says:

    instituição onde eu trabalho declarou o meu imposto de renda cm o meu cpf. cmo saber se vou receber restituição?????

  9. Sergio Says:

    Boa tarde.

    Este ano resolvi fazer o IRPF de minha esposa, até então quem fazia era o cunhado.
    Verifiquei que desde 2009 ela pagava, mas no campo Imposto Pago/Retido não foram preenchido desde 2009.

    Tem como eu fazer uma retificação ?
    Não sei onde estão os boletos, 8 parcelas, tem como eu de alguma forma saber o valor total para realizar a retificação ?

    Na declaração deste ano 2013/2014, perdi um dos boletos, mês agosto, 5ª parcela, tem como eu saber o valor deste boleto ou o total a ser incluído no campo Imposto Pago/Retido ?

    Desde já agradeço pela atenção e ajuda.

    Sérgio Ricardo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 169 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: