21- Mudanças climáticas,e às tragédias de fim de ano.


Vivemos muito pouco para avaliarmos as constantes mudanças no clima do planeta.

Durante milhões de anos  às mudanças no planeta ocorreram através de fenômenos naturais como:Vulcões, terremotos,maremotos, tsunamis,chuvas, ação dos ventos,tempestades,furacões e tornados.

Nos últimos 100 anos, principalmente depois da revolução industrial. Às agressões ao planeta têm sido constantes,e por conta de todo este progresso, a natureza está cobrando o seu preço, Às mudanças climáticas são visíveis. Hoje sabemos que  o rombo na camada de ozônio do planeta é resultado de parte  desta poluição produzida pelo homem.

Destruímos nossas matas, contaminamos nossas nascentes, rios, córregos e riachos.Destruímos e contaminamos o nosso solo com extração sem controle de minérios.

No Brasil praticamente toda Mata Atlântica,foi devastada,  sem a resistência desta vegetação  natural,as frentes frias avançam muito rapidamente,provocando inundações e destruição.

As frentes frias que atingem o litoral, acabam ficando retida junto a Serra do Mar, cadeia de montanhas com até 1000 metros de altura, que vai do Estado de Santa Catarina ao Estado do Espírito Santo. As cidades de São Luiz do Paraitinga e Angra dos Reis,estão inseridas no cinturão da Serra do Mar,outras cidades do litoral,como Santos e Caraguatatuba,também já sofreram desastres naturais,no passado.

Em  julho de 1983,O estado de Santa Catarina,foi atingido por um verdadeiro dilúvio,com dezenas de cidades destruídas pelas chuvas e transbordamento de rios e represas.Em novembro 2008,o litoral catarinense foi novamente castigado pelo excesso de chuvas,morros  e encostas derreteram. Quem não se lembra do Morro do Baú, que literalmente derreteu ,soterrando dezenas de casas de agricultores e matando dezenas de moradores.No mesmo período tivemos  dezenas de vítimas fatais  e milhares desabrigando,por todo o Vale do Itajaí.Recentemente tempestades e chuvas devastaram dezenas de municípios gaúchos.Na segunda quinzena do mês de dezembro,fortes chuvas,atingiram a capital de São Paulo,provocando o caos em toda a cidade,a calha do Rio Tietê,ocupada por bairros inteiros,está até hoje inundada e muitos ainda relutam em ali permanecer em meio as águas.

Chegamos ao fim de ano com previsões  de muita chuva para o ano novo, e como era de se esperar,estas chuvas castigaram sem piedade  os municípios localizados na região da Serra do Mar,provocando muita destruição e ceifando muitas vidas.

No Vale do Paraíba,a bela e histórica São Luiz do Paraitinga,distante á 180 Km da capital,foi inundada  sem piedade pelas águas do rio Paraitinga. A cidade que têm 11 mil habitantes,está com 4 mil desabrigados.Pouco sobrou  dos velhos e tombados casarões construídos no período  áureo do café. Estas edificações centenárias foram construída em pau a pique,espécie de construção que utilizava barro,madeira,pedras e óleo de baleia. Nem esmo a bela igreja matriz da cidade,ponto de referência,resistiu a força das águas,no prédio da prefeitura,biblioteca e cartório da cidade,dezenas de livros de registros e documentos,foram perdidos,um prejuízo sem precedentes para a memória da cidade.

Para aumentar o drama,à cidade continua inundada e ás águas do teimoso Rio Paraítinga, resiste em retornar ao seu leito normal. A população de São Luiz do Paraítinga está unida e  mobilizada para tentar superar esta tragédia que se abateu sobre a cidade.

A população da cidade formou uma corrente de solidariedade,para superar e reconstruir  o patrimônio histórico  perdido e danificado

Muitos que não tiveram suas casas atingidas estão ajudando os demais moradores,oferecendo e compartilhando suas moradas com aqueles que perderam tudo.

A reconstrução será demorada e cara, para o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat), o centro histórico da cidade é constituído por 171 grandes sobrados do século XIX e por 262 casas populares. O governo municipal diz que 90 deles são tombados pelo Condephaat.

A Prefeitura calcula que serão necessários  aproximadamente R$ 100 milhões para reconstruir a cidade.,mas não nada será como antes,certamente muitos destes casarões deixarão de ser reerguidos.

Sabemos que sem a ajuda do  Governo do Estado e da União, muitos não terão condições de retomar suas vidas à normalidade.

Em Angra dos Reis/RJ, as autoridades ainda contabilizam o número de mortos na tragédia de fim de ano.Dezenas de barreiras caíram por toda a cidade, soterrando dezenas de casas,barracos e  pousadas na Ilha Grande.Famílias inteiras desapareceram em meio às avalanches,provocada pelas chuvas,dezenas de corpos ficaram sob a lama,pedras e vegetação.Na Pousada Sankai,11 jovens de um grupo de 18,perderam suas vidas,quando dormiam. Vidas e  sonhos de jovens interropidos precocemente,sob toneladas de barro e entulho.

O Corpo de Bombeiros e Defesa Civil da Cidade,continuam trabalhando sem parar em vários pontos da cidade. A cidade está enlutada e têm assistido todos estes dias a velórios e enterros coletivos.Um acontecimento trágico que ficara marcado na memória de cada morador.Para muitos sobreviventes desta tragédia será um difícil recomeço.A Defesa Civil condenou dezenas de moradias,localizadas nas áreas de risco.muitas  já foram destruídas por máquinas da prefeitura.

A sociedade civil organizada e as autoridades estão mobilizadas  para oferecer ajuda  a população atingida e o Governo Federal, estuda a liberação do FGTS,para todos aqueles que perderam suas casas ou tiveram suas casas atingidas parcialmente.

4 Respostas to “21- Mudanças climáticas,e às tragédias de fim de ano.”

  1. michele Says:

    achei esse saite muito legal

  2. francyelle Says:

    gostei muito do seu saite !!!!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 160 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: