41 – Não caia no “Golpe do acidente de carro”


O telefone da sua casa toca, toca…, e você de maneira ingênua atende e acaba confundindo a voz do interlocutor que está do outro lado com a de algum parente ou amigo. Pronto era tudo que os golpistas queriam.

O que vem a seguir é terrorismo  e tentativa de extorsão. Aquela pessoa que você inicialmente confundiu como sendo um parente ou amigo, alega, que estava indo visitá-lo, e acabou  envolvendo-se  em acidente de trânsito em alguma rodovia, avenida ou rua nas imediações ou na sua cidade, vai alegar que  está machucado e encontra-se com a carteira de habilitação vencida.

Dizendo-se culpado pelo acidente pede sua ajuda, diz que fez um acordo com a outra parte para pagar a franquia do veículo atingido, alega que só têm uma parte do dinheiro e que falta por exemplo R$ 1.500,00, pede  para que você deposite ou faça uma transferência urgente daquele  valor para a conta da suposta vítima.

Para que você não fique em dúvida a ligação é passada para a falsa vítima ( pessoa que teve o carro atingido). Esta segunda pessoa, geralmente têm uma boa dicção e   apresenta- se como sendo por exemplo um advogado e profundo conhecedor das Leis, ameaça, fala alto, intimida, que se o acordo não for cumprido,  irá chamar uma viatura policial para encaminhar  o caso para a delegacia, mais próxima, fala em processar o seu parente ou amigo.

E as pressões não param por aí, quanto mais  tempo você ficar ao telefone, tentando fazer um acordo, mais pressão você irá sofrer, até que em dado momento ao perceberem que você está enrolando,vão alegar que já esperaram muito e que infelizmente a polícia já foi chamada para levar seu parente ou amigo para a delegacia.

A Surpresa vem quando você  entra em contato com a Delegacia do bairro,Polícia Militar e com familiares e descobre que tudo não passava de uma tentativa de extorção.

O que você pode fazer diante de uma situação esta:

1º Desligue o telefone, mantenha-se calmo, tente ligar para aquele parente ou algum familiar;

2º Não faça qualquer tipo de depósito ou transferência bancária;

2º Não forneça nome completo, número de CPF ou RG;

3º Se a pessoa voltar a ligar e insistir, pergunte por exemplo o nome da sua tia, namorada ou esposa, se for verdade certamente a pessoa não irá responder errado.

4º Ligue para a Polícia Militar, através do telefone 190 ou  Delegacia mais próxima.

5º Se foi informado que o acidente ocorreu em alguma rodovia, ligue para a Polícia Rodoviária ou administradora da rodovia e peça orientação.

6º Se tiver condições compre um telefone com identificador de chamadas e fique atento sempre que seu telefone tocar.

________________________________________________________

Leia também, orientação: Mensagens perigosas no seu celular

https://campograndesantos.wordpress.com/ligacoes-perigosas/

19 Respostas to “41 – Não caia no “Golpe do acidente de carro””

  1. ADILA LEITE DA COSTA FERREIRA Says:

    E quando a gente mesmo é acusado de “amassar” o carro do cidadao, sendo que o amassado é ENORME, e o carro da gente nao tem absolutamente marca nenhuma ?
    E quando essa pessoa telefona para a casa da gente, sabendo nome e telefone nosso???
    Somente pessoas credenciadas podem entrar no INFOSEG..
    .QUEM estará passando essas informacoes?E o que fazer?

  2. Luiz Carlos Maximiano Tavares Says:

    Embora seja tarde demais, pois já fui vítima deste golpe, gostaria de saber se, de posse do número da(s) conta(s) para a(s) qual (is) o(s) valor (es) foi (ram) transferido(s) e dos números de telefones de onde partiram as ligações, se tem como acionar alguém da polícia federal para grampear o(s) telefone(s) de quem está aplicando o golpe, exigir do Banco onde foram aplicados os golpes, de forma judicial, o fornecximento do número do CPF dos titulares das contas para identificar a pessoa que é dona da conta, mesmo que seja um “laranja”, namorada, ou parente do preso que aplicou o golpe, deve ter formas de “apertá-las” para que ela conte quem está aplicando o golpe e “retirá-lo de linha” ou retirá-lo do ar. Caso seja possível, favor enviar mensagem de retorno. ok?

    • bairrodocampograndesantossp Says:

      É muito importante registrar uma ocorrência na delegacia do Bairro. Todos os dados como número de telefones e número de conta bancáraia para a qual foi transferida qualquer valor são interessantes e vão servir para dar início as investigações policiais.

  3. luiz Says:

    Passei por semelhante fato e fiz ted. tentei bloquear via sac mas já haviam sacado. Tenho informação que os Bancos tem seguro para esses casos, pois é de sua responsabilidade a veracidade e controle das contas correntes. O procon disse que é caso de Polícia. Fiz BO mas não acredito que tenha sido levado adiante.O posso fazer para minimizar o prejuizo? Agradeço o retorno

  4. עידן Says:

    Esses bandidos estao sempre mais espertos. É por isso que eu sempre busco informações sobre o numero que me liga em um site muito interessante. o Tellows, http://www.tellows.com.br lá eu sempre encontro informações sobre o numero que me liga.

  5. Moacir Moreira Says:

    Por ingenuidade, acabei de cair num desses golpes recentemente. Moro em BH e possuo um pequeno kitnete no Rio de Janeiro. No final do mês de setembro/2013, emprestei o apto, por 2 dias, para um amigo do meu irmão, passando pra ele uma autorização por escrito com todos os meus dados pessoais, para ele apresentar na portaria do prédio. Na semana seguinte, início de outubro, fui para o Rio. Lá recebi um telefonema a cobrar – no telefone fixo – desse suposto amigo do meu irmão. Após se identificar, ele disse ter se envolvido num acidente de trânsito em BH, tendo ele, ao desviar de uma moto, batido na traseira de um carro com placa de São Paulo, de propriedade de um advocado. Disse que sua carteira de motorista estava vencida e que não tinha seguro do carro. Ele demonstrava estar muito nervoso, uma vez que a mulher desse tal advogado estava grávida de cinco meses e o bebê corria risco de vida. Como eles foram atendidos num hospital particular, ele me pediu emprestado, com urgência, R$6.000,00 para pagar as despesas médicas, senão eles não seriam liberados pelo hospital e corria o risco de parar na delegacia. -Tudo parecia muito verdadeiro: a voz do bandido parecia muito com a voz desse amigo do meu irmão e só ele sabia que eu estava no Rio de Janeiro. E o pior, o telefone celular desse amigo do meu irmão e o do meu irmão estavam fora de área = Eu disse para essa pessoa que não tinha aquele valor. Ele insistiu querendo saber quanto eu poderia emprestar-lhe. Eu disse que poderia emprestar, no máximo, R$2.000,00. Nesse momento ele passou o telefone para o comparsa, que me passou o nome do Banco Santander, agência e número da sua conta, para que fosse feito o depósito. Fui ao caixa eletrônico do Banco do Brasil e saquei R$1.500,00 em dinheiro e o restante (R$500,00) fiz um doc para tal conta. Em seguida, fui ao banco Santader para depositar o dinheiro no caixa. O Banco rejeitou o depósito, uma vez que tal conta estava bloqueada e não recebia depósito…Num determinado momento, me senti aliviado, mas quando voltei pra casa, o telefone tocou insistemente várias vezes, até eu atender. Os bandidos queriam saber se eu havia depositado o dinheiro. Eu disse que não, porque a conta estava bloqueada. Nesse instante o comparsa me passou o número de uma outra conta da Caixa Econômica para eu fazer o depósito, indicando, inclusive, o CPF do titular. Fui à Caixa, mas estava fechada por causa da greve. Então fui à agência lotérica e fiz o depósito. Em seguida, liguei para o telefone celular que o bandido indicou, de São Paulo, confirmando o depósito. Tudo parecia solucionado, quando o tal suposto amigo do meu irmão me ligou a cobrar novamente querendo receber os outros R$500,00, porque o doc havia sido devolvido pelo banco. Diante da insistência dele em receber também essa quantia, foi quando percebi ter sido vitima do golpe. Lembrei-me que o amigo do meu irmão estava em Manaus e não em BH. Se na primeira vez que esse bandido me ligou eu tivesse perguntado para ele, por exemplo, o nome do meu irmão, eu teria desmarcarado ele. Só cai por causa das circunstâncias. Eu tinha estado com esse amigo do meu irmão na véspera. Conversando com esse amigo do meu irmão ele me jurou ser inocente e também ser vítima do golpe. Moral da história: quem passou minhas informações pessoais para os bandidos foi, sem dúvida, os porteiros do prédio no Rio de Janeiro. Agora estou entre a cruz e a espada: preciso abrir um BO, indicando, inclusive, os suspeito, mas temo sofrer alguma represália por parte dos porteiros…

  6. Miriam Guimarães Says:

    Minha mãe tb sofreu esse golpe, quando foi fazer o BO disseram que era msm somente para registrar, pois esse tipo de delito não pode ser considerado roubo já que a pessoa depositou o dinheiro por conta própria, isso pra mim é absurdo pois através do nome da pessoa e da conta bancária é possivel a policia chegar no bandido… então pq não fazem??? na minha opinião é por disso que esse país ta cheio de bandidos… não tem punição……

  7. Ana Says:

    Acabou de acontecer comigo. Vieram com informações acuradas, tudo parecia certo, apesar de no fundo estava achando estranho meu primo pedir dinheiro para mim e não para os pais ou a esposa. Me pegaram de surpresa e agora estou 1400,00 mais pobre,. Felizmente fui alertada quando me pediram mais 2900,00. Me sinto abusada, um sentimento terrível.
    Então quer dizer que BO é perda de tempo?

  8. maria Says:

    eu cai nesse mesmo golpe a minha pergunta e cabe uma indenizaçao por danos morais e entrar pedindo o banco meu dinheiro de volta ? ja que o banco foi informado por mim no mesmo dia que se tratava de um golpe …o banco disse que irira bloquear essa conta e 3 dias depois a conta ainda estava ativa… ?

  9. Douglas Says:

    Faz uma hora que minha avó quase caiu nesse golpe. Graças a Deus não deu certo p/ os golpistas. Não vacilem,Gente! Se desconfiarem desligue o telefone ou acionem a Polícia. Esses malfeitores estão cada vez mais astutos.

  10. ELIANE SOUZA Says:

    Tentaram esse golpe comigo hj ,17/09/2016.
    Ligaram para portaria querendo minhas informações…
    Assim que o porteiro me passou o caso liguei para o condutor se houve acidente, disse que não. Mandei averiguar o caminhão nem sequer tinha arranhão nem tinta atrás.
    O cara deixou o número para entrar em contato.
    Liguei pro DP e uns polícias né falaram desse golpe!

    Cabeça fria e raciocínio!

  11. Aline Says:

    No início desse ano eu quase caí num golpe desses. Recebi a ligação de um “primo” que disse que havia se acidentado…

    Felizmente eu antes de eu depositar eu comecei a desconfiar e resolvi ligar para a casa do verdadeiro primo e ele me disse que estava almoçando com a esposa, que não havia acidente algum…

    O telefone tocou até rachar. Não atendi mais os bandidos que devem ter ficado decepcionados kkkkk

    Conversei com um policial aqui da minha cidade e ele me disse que não precisava fazer o BO no meu caso, já que eu não havia caído no golpe. Insisti e disse a ele que tinha nome completo e diversos dados da conta da pessoa que tentou me extorquir. Mesmo assim ele se negou a fazer qualquer coisa, sequer quis pegar os dados que eu tinha comigo da tal conta para uma possível investigação… enfim, os golpistas tem todo o suporte da polícia, já que eles não demonstram interesse algum em investigar essas contas de bandidos.

    Fiquem alertas, antes de depositar qualquer valor pedido a você via telefone, se questione, ligue para seus verdadeiros parentes, mantenha a calma, não faça nada com pressa e tudo terminará bem.

  12. léa Says:

    Infelizmente minha família caiu nesse golpe nojento e perdemos quase 5 mil, por causa de uma pessoa especial com quase 100 anos – irmã de um Bispo que acreditamos estar no veiculo acidentado, já que os bandidos sabiam nome e sobrenome. Fragilizadas ainda com a perda recente de meu irmão (pouco mais de 50 anos) resolveram em 3 pessoas na família arrumar o dinheiro, nossos sobrenome não é nada comum. Como são pessoas idosas, para evitar a ida para outra delegacia para idosos, assumi eu o compromisso de efetuar o BO, como vítima, mas jurei nunca mais ter “peninha” desses caras que agindo como fazem, acabam por morrer cedo – mesmo inteligentes as usa para idéias más e sempre encontram alguém pior. Graças à Deus, o equivoco foi solucionado e os telefones para onde ligávamos foram atendidos… Vão-se os anéis, ficam-se os dedos e o aprendizado, a união dos nossos. O que me intrigou foi que os que aplicaram o golpe sabiam os nomes e o sobrenome de um familiar, o endereço de umas das senhorinhas que dizia estar no GPS. Importante é: Não ter constrangimento e fazer SIM o BO com todos os detalhes, pois só assim se pode desarmar quadrilhas, vindas muitas vezes de dentro de presídios e identificar contas de laranjas. Hoje existe uma lei 12.965/2014 que possibilita maior agilidade de buscas policiais em casos, antes mesmo de determinação do juiz para o banco proceder a identificação de contas. Não se envergonhem de nada!, publiquem divulguem os casos para ajudar brasileiros merecedores a se prevenirem. As vezes o stress de um momento que passa alguem pode torna-la ainda mais vulnerável e esses b…sabem Infelizmente o numero de ocorrências e mortes hoje em dia mostra a quantas andam nosso bonito País, que pena!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: