Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Caos na Segurança: Rio de Janeiro tem 100.º caso de morte de PM no ano

26 de agosto de 2017

Forças Armadas devem continuar no estado até o fim de 2018, tamanha a crise de violência

 |

Morto por volta das 9h deste sábado, 26, o sargento Fábio José Cavalcante e Sá é o centésimo policial militar assassinado este ano, no Rio de Janeiro. O PM morreu em uma tentativa de assalto em São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

Leia mais, acesse:  http://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/caos-na-seguranca-rio-de-janeiro-tem-100-caso-de-morte-de-pm-no-ano-90qb1218l5ypb7ir009vnqz3t

Anúncios

Mega-Sena acumula novamente e expectativa de prêmio vai a R$ 32 milhões

20 de agosto de 2017

Nenhum bilhete acertou sozinho as seis dezenas do concurso 1960 da Mega-Sena realizado em Presidente Venceslau, em São Paulo. Com isso o prêmio pode chegar as R$ 32 milhões na próxima quarta-feira (23).

As dezenas sorteadas na noite deste sábado (19) foram:  01-18-25-37- 39 e 43.

Outras 116 apostas acertaram cinco números e vão levar R$ 24.043,13, cada uma. Já 6.665

apostas acertaram a quadra e vão receber R$ 598,69.

Fonte: http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/cidades/mega-sena-acumula-novamente-e-expectativa-de-premio-vai-a-r-32-milhoes/?cHash=07b9b878ea5b673d6a3757a71f085da9

FGTS, perguntas frequantes:

11 de março de 2017

O FGTS pode ser sacado nas seguintes ocorrências:

– Na demissão sem justa causa;
– No término do contrato por prazo determinado;
– Na rescisão do contrato por extinção total da empresa; supressão de parte de suas atividades; fechamento de quaisquer de seus estabelecimentos, filiais ou agências; falecimento do empregador individual ou decretação de nulidade do contrato de trabalho – inciso II do art. 37 da Constituição Federal, quando mantido o direito ao salário;
– Na rescisão do contrato por culpa recíproca ou força maior;
– Na aposentadoria;
– No caso de necessidade pessoal, urgente e grave, decorrente de desastre natural previsto no Decreto n. 5.113/2004 (clique aqui), que tenha atingido a área de residência do trabalhador, quando a situação de emergência ou o estado de calamidade pública for assim reconhecido, por meio de portaria do Governo Federal;
– Na suspensão do Trabalho Avulso por prazo igual ou superior a 90 dias;
– No falecimento do trabalhador;
– Quando o titular da conta vinculada tiver idade igual ou superior a 70 anos;
– Quando o trabalhador ou seu dependente for portador do vírus HIV;
– Quando o trabalhador ou seu dependente estiver acometido de neoplasia maligna – câncer;
– Quando o trabalhador ou seu dependente estiver em estágio terminal, em razão de doença grave;
– Quando a conta permanecer sem depósito por 3 (três) anos ininterruptos cujo afastamento tenha ocorrido até 13/07/90, inclusive;
– Quando o trabalhador permanecer por 03 (três) anos ininterruptos fora do regime do FGTS, cujo afastamento tenha ocorrido a partir de 14/07/90, inclusive, podendo o saque, neste caso, ser efetuado a partir do mês de aniversário do titular da conta;
– Na amortização, liquidação de saldo devedor e pagamento de parte das prestações adquiridas em sistemas imobiliários de consórcio;
– Para aquisição de moradia própria, liquidação ou amortização ou pagamento de parte das prestações de financiamento habitacional concedido no âmbito do SFH.

Para saber mais, clique aqui.

FONTE: http://www.fgts.gov.br/perguntas/trabalhador/pergunta07.asp

 

 

 

 

 

Perigo para ciclista no cruzamento das Avenidas Ana Costa X Francisco Glicéro.

25 de fevereiro de 2017

O VLT, entrou em operações, porém observa-se algumas falhas graves. A ciclovia está ótima, porém no cruzamento com a Av. Ana Costa, o ciclista corre perigo de vida, porque é obrigado a passar sobre os trilhos do VLT ou sair pela pista de rolamento da avenida, veja a foto.

A ilha onde deveria ter a continuação da ciclovia, tem um amontoado de postes

Espero que a CET  e a  Companhia responsável pelas obras do VLT, façam a correção, antes que ocorra uma tragédia.

J.Carlos

Editor do Blog

Blog do Bairro do Campo grande, atinge a marca de 6.688.370 de visitantes.

25 de fevereiro de 2017

Hoje chegamos a marca de 6.688.370. Gostariamos de agradecer a todos visitantes.

É  fato que precisamos fazer algumas atualizações, com temas atuais.

Estamos aceitando sugestões. Seja um colaborador.

Atenciosamente

J.Carlos

Editor do Blog

Resultado da Mega sena da Virada – 2016

31 de dezembro de 2016

Concurso N° 1890 –

05- 24- 51 – 22 -11 – 53

06 sortudos,  vão dividir o prêmio de RS 225.000.000,00. Cada ganhador vai receber R$ 36.824.758,22.

O total arrecadado para esse concurso foi R$ 735.869.326,50.

Os ganhadores são das seguintes cidades/Estados:

Salvador-BA

Trizidela do Vale – MA

Fazenda Vilanova – RS

Belo Horizonte – MG

Campo Grande – MS

Fortaleza – CE

Para os ganhadores dá quina o valor a receber é R$ 25.481,21.

 

 

Operação Lava Jato – Fonte: MPF

9 de outubro de 2016

Entenda o caso:

O nome do caso, “Lava Jato”, decorre do

do uso de uma rede de postos de combustíveis e lava a jato de automóveis para movimentar recursos ilícitos pertencentes a uma das organizações criminosas inicialmente investigadas. Embora a investigação tenha avançado para outras organizações criminosas, o nome inicial se consagrou.

A operação Lava Jato é a maior investigação de corrupção e lavagem de dinheiro que o Brasil já teve. Estima-se que o volume de recursos desviados dos cofres da Petrobras, maior estatal do país, esteja na casa de bilhões de reais. Soma-se a isso a expressão econômica e política dos suspeitos de participar do esquema de corrupção que envolve a companhia.

No primeiro momento da investigação, desenvolvido a partir de março de 2014, perante a Justiça Federal em Curitiba, foram investigadas e processadas quatro organizações criminosas lideradas por doleiros, que são operadores do mercado paralelo de câmbio. Depois, o Ministério Público Federal recolheu provas de um imenso esquema criminoso de corrupção envolvendo a Petrobras.

Nesse esquema, que dura pelo menos dez anos, grandes empreiteiras organizadas em cartel pagavam propina para altos executivos da estatal e outros agentes públicos. O valor da propina variava de 1% a 5% do montante total de contratos bilionários superfaturados. Esse suborno era distribuído por meio de operadores financeiros do esquema, incluindo doleiros investigados na primeira etapa.

As empreiteiras – Em um cenário normal, empreiteiras concorreriam entre si, em licitações, para conseguir os contratos da Petrobras, e a estatal contrataria a empresa que aceitasse fazer a obra pelo menor preço. Neste caso, as empreiteiras se cartelizaram em um “clube” para substituir uma concorrência real por uma concorrência aparente. Os preços oferecidos à Petrobras eram calculados e ajustados em reuniões secretas nas quais se definia quem ganharia o contrato e qual seria o preço, inflado em benefício privado e em prejuízo dos cofres da estatal. O cartel tinha até um regulamento, que simulavaregras de um campeonato de futebol, para definir como as obras seriam distribuídas. Para disfarçar o crime, o registro escrito da distribuição de obras era feito, por vezes, como se fosse a distribuição de prêmios de um bingo (veja aqui documentos).

Funcionários da Petrobras – As empresas precisavam garantir que apenas aquelas do cartel fossem convidadas para as licitações. Por isso, era conveniente cooptar agentes públicos. Os funcionários não só se omitiam em relação ao cartel, do qual tinham conhecimento, mas o favoreciam, restringindo convidados e incluindo a ganhadora dentre as participantes, em um jogo de cartas marcadas. Segundo levantamentos da Petrobras, eram feitas negociações diretas injustificadas, celebravam-se aditivos desnecessários e com preços excessivos, aceleravam-se contratações com supressão de etapas relevantes e vazavam informações sigilosas, dentre outras irregularidades.

Operadores financeiros – Os operadores financeiros ou intermediários eram responsáveis não só por intermediar o pagamento da propina, mas especialmente por entregar a propina disfarçada de dinheiro limpo aos beneficiários. Em um primeiro momento, o dinheiro ia das empreiteiras até o operador financeiro. Isso acontecia em espécie, por movimentação no exterior e por meio de contratos simulados com empresas de fachada. Num segundo momento, o dinheiro ia do operador financeiro até o beneficiário em espécie, por transferência no exterior ou mediante pagamento de bens.

Agentes políticos – Outra linha da investigação – correspondente à sua verticalização – começou em março de 2015, quando o Procurador-Geral da República apresentou ao Supremo Tribunal Federal 28 petições para a abertura de inquéritos criminais destinados a apurar fatos atribuídos a 55 pessoas, das quais 49 são titulares de foro por prerrogativa de função (“foro privilegiado”). São pessoas que integram ou estão relacionadas a partidos políticos responsáveis por indicar e manter os diretores da Petrobras. Elas foram citadas em colaborações premiadas feitas na 1ª instância mediante delegação do Procurador-Geral. A primeira instância investigará os agentes políticos por improbidade, na área cível, e na área criminal aqueles sem prerrogativa de foro.

Essa repartição política revelou-se mais evidente em relação às seguintes diretorias: de Abastecimento, ocupada por Paulo Roberto Costa entre 2004 e 2012, de indicação do PP, com posterior apoio do PMDB; de Serviços, ocupada por Renato Duque entre 2003 e 2012, de indicação do PT; e Internacional, ocupada por Nestor Cerveró entre 2003 e 2008, de indicação do PMDB. Para o PGR, esses grupos políticos agiam em associação criminosa, de forma estável, com comunhão de esforços e unidade de desígnios para praticar diversos crimes, dentre os quais corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Fernando Baiano e João Vacari Neto atuavam no esquema criminoso como operadores financeiros, em nome de integrantes do PMDB e do PT.

Veja a representação gráfica do esquema:

infografico-geral
As investigações continuam tanto na 1ª instância quanto no Supremo Tribunal Federal.

FONTE:http://lavajato.mpf.mp.br/entenda-o-caso

Nova composição da Câmara Municipal de Santos para o período de 2017/2020

9 de outubro de 2016
Candidato Partido Número Votos
Professor Kenny ELEITO PSDB 45000 24765
Telma de Souza ELEITO PT 13004 8604
Sadao Nakai ELEITO PSDB 45100 4978
Fabiano da Farmácia ELEITO PR 22888 4481
Rui de Rosis ELEITO PMDB 15150 4378
Audrey Kleys ELEITO PP 11123 4375
Benedito Furtado ELEITO PSB 40660 4012
Banha ELEITO PMDB 15690 3258
Pr. Roberto de Jesus ELEITO PSDB 45777 3085
Sergio Santana ELEITO PR 22190 2972
Bruno Orlandi ELEITO PSDB 45045 2823
Ademir Pestana ELEITO PSDB 45678 2656
Manoel Constantino ELEITO PSDB 45555 2647
Cacá ELEITO PSDB 45637 2620
Lincoln Reis ELEITO PR 22444 2584
Hugo Duppre ELEITO PSD 55555 2491
Zequinha Teixeira ELEITO PSD 55910 2483
Adilson Junior ELEITO PTB 14688 2414
Augusto Duarte ELEITO PSDB 45145 2329
Fabrício Dvd ELEITO PSB 40007 2156
Chico ELEITO PT 13678 2046

Assalto a transportadora de valores em Santos.

5 de abril de 2016

 

A voz que ecoa das ruas -Manifestantes fazem maior protesto nacional contra o governo Dilma- Fonte: G1

14 de março de 2016

Todos os estados registraram protestos contra governo neste domingo.
Também foram realizados atos de apoio ao governo Dilma, a Lula e o PT.

Manifestação em Salvador começou por volta das 10h50 no Farol da Barra (Foto: Henrique Mendes/G1 BA)

Manifestações contra a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), o ex-presidente Lula e o PT aconteceram neste domingo (13) em todos os estados do país, em mais de 300 municípios. O maior protesto ocorreu na Avenida Paulista, em São Paulo.

Na capital paulista, a Polícia Militar estima que cerca de 1,4 milhão de pessoas estiveram no ato. Segundo o Instituto Datafolha, o protesto reuniu 500 mil pessoas. Já o movimento Vem Pra Rua, um dos organizadores, contabilizou 2,5 milhões de pessoas na Avenida Paulista. No Rio de Janeiro, os organizadores falaram em 1 milhão na Praia de Copacabana. A PM não divulgou números.

Também foram realizados protestos de apoio ao governo Dilma, a Lula e ao PT. Recife (PE), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), São Bernardo do Campo (SP), Vitória (ES), Monte Claros e Coronel Fabriciano (MG) e São Luís (MA) tiveram atos a favor do governo petista.

Leia mais, acesse:

http://g1.globo.com/politica/noticia/2016/03/manifestacoes-contra-governo-dilma-ocorrem-pelo-pais.html